This is a platform for User Generated Content. G/O Media assumes no liability for content posted by Kinja users to this platform.

Conheça Os Vilões Dos Concurseiros O Dia

Encontre Como Foi O bate papo Com Álvaro Garnero

A pesquisa teve abordagem qualitativa e quantitativa, e foi caracterizada como um estudo de caso exploratório descritivo. Enquanto objetivo geral buscou-se Analisar o procedimento de profissionalização da corporação E.W Transportes. Particularmente, tentou pontuar as etapas do método de profissionalização da empresa; listar as práticas de Gestão usadas na corporação; recontar estilos da cultura organizacional da empresa; discernir os tipos de Liderança pela corporação; e contar a hierarquia dentro da mesma.

Advertisement

3 Welleson Feitosa Gazel, Wesley Gomes Feitosa e José Antônio Arantes Salles inovação, sempre e de maneira complexa. Profissionalização da empresa familiar FIGURA1: Paradigma DE TRÊS CÍRCULOS DA Empresa FAMILIAR Fonte: Gersick et al. Gersick et al. (1997) também apresentam modelos de empresas familiares. Eles revelam inclusive até quando depois da primeira criação, não há só mudança nos proprietários, contudo ainda na condição de domínio, podendo se tornar mais diluída.

Cinco Welleson Feitosa Gazel, Wesley Gomes Feitosa e José Antônio Arantes Salles (MINAYO, 2003; LAKATOS; MARCONI, 2001). É ainda caracterizada por ser um estudo de caso exploratório descritivo. A corporação estudada foi a E.W Transportes e tem como objetivo prestar serviços em transportes e arrecadação de resíduos sólidos e distribuição de containers, pra remoção dos resíduos sólidos, pela qual se buscou reproduzir o recurso de profissionalização. O estudo de caso, conforme Yin (2001), é o mecanismo mais adequado no momento em que o fenômeno de interesse não pode ser estudado fora do teu recinto natural, não havendo a inevitabilidade de manipulação de sujeitos ou eventos. A população da procura é desenvolvida por trinta e sete funcionários da corporação E.W.

Advertisement

Transportes, sendo que a demonstração assim como foi de trinta e sete funcionários. Todos concordaram em participar de forma que isso foi facilitado pela acessibilidade aos mesmos. Como instrumento para colher os detalhes foram aplicados questionários para os 37 funcionários. Foi elaborado estruturado pra ser respondido pelos membros da busca, uma vez orientados os participantes, foi feita a aplicação do questionário pessoalmente. O próprio pesquisador aplicou os questionários que continham dúvidas fechadas distribuídas de forma a responder aos objetivos propostos pela busca. Do total de entrevistados, 43% a toda a hora são tratados com respeito independente de seus cargos, 22% incertamente, 19% nunca, e 16% quase sempre.

Isso mostra um local que inspira respeito na corporação, muito interessante pra se fazer um serviço ajeitado e responsável. Pela segunda pergunta: A empresa é aberta a receber e diferenciar as opiniões e contribuições de seus funcionários? Nessa rodada, 43% descobre que raramente a organização é aberta a receber e reconhecer as considerações e contribuições de seus funcionários, 24% localiza que quase a todo o momento, 22% a toda a hora, 11% localiza que isto nunca ocorre e 0% não emitiu avaliação.

Advertisement

Na sua maioria os funcionários acreditam que a empresa se fecha, e isto é ruim para a gestão democrática da empresa. Pela terceira pergunta: A organização dá oportunidades para o teu desenvolvimento e avanço profissional? Quanto à empresa fornece oportunidades pro desenvolvimento e avanço de seus profissionais, cerca de 40% afirmou duvidosamente, 24% argumentou que isto ocorre quase sempre, 22% argumentou ser sempre e 14% descobre que isto nunca acontece.

Outro estímulo pra corporação ultrapassar, uma vez que a maioria localiza que ela duvidosamente dá oportunidades. Pela quarta pergunta: Os funcionários se sentem seguros em contar o que pensam em conexão à corporação? Quanto aos funcionários sentirem-se seguros em falar o que pensam da corporação, isso ocorre quase sempre para 38%, entretanto 37% diz ser raramente, 11% argumentou ser sempre e outros 11% ponderou nunca, só 3% não emitiu posição. Poucos se sentem seguros em expressar o que pensam na empresa.

Advertisement
Advertisement

Há um clima de insegurança, mesmo havendo respeito. Por Que Publicar? : Você considera o seu superior um ótimo líder? Em torno de 46% dos entrevistados considera quase a todo o momento o teu superior um agradável líder, contra 41% que considera sempre, 8% que nunca considera e 5% que incertamente acha isto. Em clima de adaptação. Veja seis Dicas Para Gerar Um Plano De Estudos E Ir Em Um Concurso Público seu novo líder um prazeroso líder.

Na sexta pergunta: O teu superior reconhece seus bons resultados? Por volta de 32% quase a todo o momento localiza que o seu superior reconhece os bons resultados alcançados por eles no teu serviço, 275 localiza isto a toda a hora, 24% considera ser especial isto e 14% nunca vê este reconhecimento, apenas 3% não emitiu opinião.

Advertisement

Nessa charada a maioria ainda tem duvidas do reconhecimento do seu superior quanto ao seu empenho pessoal. Ler Edital Com Atenção é Fundamental Para Passar Em Concurso Público sétima pergunta: O teu superior executa pressão no teu ritmo de trabalho? Por esse gráfico se pode ver que 32% considera raro seu superior exercer pressão no teu ritmo de trabalho, mas 30% percebe que isso ocorre quase sempre, outros 30% que é a todo o momento, 8% nunca acha isso.

Share This Story

Get our newsletter