This is a platform for User Generated Content. G/O Media assumes no liability for content posted by Kinja users to this platform.

Para Aperfeiçoar O Atendimento Ao Comprador, Melhore Os Processos!

Coaching Não Serve Pra Cuidar Traumas, Diz Especialista

A correria e a pressão do dia a dia vêm convertendo as relações interpessoais ainda mais tensas e irritantes. Não são poucas as pessoas que revelam impaciência para lidar com críticas conflitantes. Uma prosaica troca de ideias às vezes se transforma em uma discussão acirrada simplesmente já que ninguém exercita mais a inteligência de dominar o outro. Se você bem como neste momento percebeu que precisa trabalhar melhor a tolerância, confira 7 sugestões dadas por especialistas para pôr em prática já.

Advertisement

Se você quer que escutem e aceitem -ou, pelo menos, entendam- tua opinião, trate assim como de ouvir a outra pessoa. “Mostre interesse genuíno e procure compreendê-la, isto é, preste atenção em seus sentimentos, ideias e vontades, sem julgamentos”, diz o psicólogo clínico e coach João Alexandre Borba, de São Paulo (SP).

Saiba digerir avaliações contrárias, mesmo que não concorde com elas. Quem é intolerante não costuma admitir que os excessivo tenham a própria forma de meditar e se exibir. “Não concorda com a pessoa? Tudo bem. Todavia você deve aceitar novas alternativas de pensamento, e, acredite, você pode assimilar muito com elas”, completa João Alexandre. Respeito é alguma coisa válido para qualquer área da existência.

Advertisement

Para ser tolerante, você precisa, antes de mais nada, acatar o próximo -e a si mesmo. “Mesmo que de alguma forma você se sinta ofendido, mantenha o respeito em ligação ao outro. Ridicularizar e humilhar o próximo não irá fazer nada para ti. Tenha em mente que todos têm direitos e nada justifica o desrespeito”, explica Madalena Feliciano, diretora do Instituto Profissional de Coaching, de São Paulo (SP).

Seja no trabalho, no grupo de amigos ou entre familiares, assuma a atividade de pacificar o lugar. Não provoque discórdia, não levante a voz e a toda a hora tente preservar a harmonia do ambiente. Escute as pessoas com atenção e busque compreendê-las. “Diante de um comentário negativo de uma pessoa ou sobre alguém, demonstre o lado afirmativo das pessoas e ocorrências, a toda a hora de forma sincera e verdadeira. Indivíduos tolerantes sabem contornar conflitos desgastantes e evitam que tua energia seja drenada por eles”, diz Madalena Feliciano. Numa situação de conflito interpessoal, procure controlar tua amargura antes de se indispor com os além da conta ou tentar convencê-los de algo ante o peso da irritação.

Advertisement

Abaixe o tom de voz, preste atenção à sua respiração, inspire o ar profundamente e solte bem devagar pelo nariz. Diminua o ritmo e a velocidade do que está fazendo, concentrando-se mais em você e nas suas ações, e não nas do outro”, conta Mara Lúcia Madureira, especialista em terapia cognitivo-comportamental, de São José do Rio Preto (SP).

  • Uma atividade essencial é aquela que nos traz resultados efetivos e significativos
  • nove Pacifista, Preservacionista O corpo Estar tranqüilo Preguiça União Indolência/Impassibilidade
  • 13/treze (Kelsey Johnson / Stock Xchng)
  • 6 - Vitamina C

Isto impede que uma discussão se inicie ou piore por conta do seu estado de ânimo. É BRASIL. Instituto Nacional De Seguro Social revidar provocações no momento em que não estiver bem consigo mesmo, seja por problemas profissionais, domésticos ou pessoais. Preserve-se, dê tempo pra digerir o conflito e construir tuas emoções. Só depois, quando se acalmar e estiver com o mínimo de estresse possível, retome a discussão ou tome decisões.

Advertisement

“Durante uma conversa, no momento em que os ânimos estão exaltados, é preciso interromper a circunstância e retomá-la no momento em que o controle emocional for recobrado. Do inverso, um tentará fixar ao outro suas razões, De Quem Eu Tenho Me Tornado do combate se intensificará e não se chegará a uma solução racional”, fala a psicóloga Mara Lúcia. Algumas vezes, o que não toleramos no outro é o reflexo daquilo que não suportamos em nós mesmos e, por ser inconsciente, não conseguimos modificar. É essencial fazer um exercício de autoconhecimento e tornar este caso consciente, para, deste modo, trabalhá-lo.

Share This Story

Get our newsletter